Mostrando postagens com marcador Interpretação de texto. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Interpretação de texto. Mostrar todas as postagens

19 maio 2020

Atividade de interpretação de texto Felino americano 6º ano

Leia com atenção o texto. Depois, responda às questões interpretativas propostas:

Felino americano

            Se, pela semelhança física, você é capaz de apostar que a jaguatirica é da mesma família dos gatos e das onças, acertou em cheio! Esse felídeo silvestre, de pelagem amarelo-dourado com pintas escuras, habita diversas regiões das Américas do Norte, Central e do Sul, –principalmente as florestas. Mas topar com um animal como esse não é fácil, pois é arisco e tem preferência por andar e se alimentar à noite.

            Em geral, quem encontra uma jaguatirica pensa que está diante de um filhote de onça. Um olhar mais cuidadoso, porém, percebe que, apesar de pintada como a onça, a jaguatirica tem algumas listras negras no pescoço e perto da barriga e suas orelhas, olhos e focinho são mais parecidos com os de um gato doméstico.

Avistar uma jaguatirica é coisa cada vez mais rara, até mesmo para especialistas em animais: a caça e a destruição de seu habitat vêm reduzindo a população desse animal, principalmente fora da Amazônia.

Apesar de tudo isso, dois cientistas realizaram uma grande proeza: além de encontrar uma jaguatirica, descobriram um indivíduo diferente de todos os outros – praticamente todo branco! O registro aconteceu em Boqueron, no Paraguai. Os pesquisadores Rocky McBride e Anthony Giordano avistaram uma fêmea de jaguatirica com pelos brancos, por três vezes, entre 2004 e 2006. Eles apresentaram uma foto do animal em 2010.

Mas qual a explicação para essa fêmea ter cor branca? Ela é albina? Na verdade, não. Geralmente, os albinos têm o pelo todo branco, além de pele e olhos rosados. A jaguatirica branca vista no Paraguai sobre de leucismo, uma alteração genética diferente do albinismo. Os animais leucísticos apresentam apenas parte do pelo, das escamas ou das penas brancas, enquanto a pele e os olhos têm cor normal. Um caso bem conhecido de leucismo é o dos tigres-brancos. Mas em jaguatirica ninguém tinha visto esse tipo de mutação!

Se para nós, cientistas, encontrar com uma jaguatirica na natureza já é questão de sorte, topar com uma quase toda branca é como ganhar na loteria!

 

Henrique Caldeira Costa. Revista “Ciência Hoje das Crianças”. Edição 221.

Disponível em: <http://capes.cienciahoje.org.br>.

 

 

Questão 1 – Na passagem “[...] é arisco e tem preferência por andar e se alimentar à noite.”, o autor do texto refere-se ao animal:

(     ) gato.

(     ) onça.

(     ) jaguatirica.

 

Questão 2 – Segundo o texto, avistar uma jaguatirica é algo cada vez mais raro. Por quê?

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Questão 3 – No trecho “[...] dois cientistas realizaram uma grande proeza [...]”, o vocábulo sublinhado poderia ser substituído por:

(     ) “façanha”.

(     ) “descoberta”.

(     ) “apresentação”.

 

Questão 4 – No segmento “Geralmente, os albinos têm o pelo todo branco, além de pele e olhos rosados.”, o termo grifado foi empregado para:

(     ) caracterizar um ser.

(     ) explicar uma expressão.

(     ) indicar uma circunstância.

 

Questão 5 – Na parte “Mas em jaguatirica ninguém tinha visto esse tipo de mutação!”, a expressão destacada retoma:

(     ) o albinismo.

(     ) o leucismo.

(     ) nenhuma das alternativas anteriores.

 

Questão 6 – Em “[...] topar com uma quase toda branca é como ganhar na loteria!”, o autor:

(     ) dá um exemplo de um fato.

(     ) aponta a causa de um fato.

(     ) faz uma comparação entre fatos.

 

Questão 7 – O texto “Felino americano” foi construído com uma linguagem:

(     ) poética.

(     ) didática.

(     ) científica